O MOTIM

Do fundo do poço

Brota a esperança

Viva, ardente, pujante

Dos que se supunham vencidos,

Dos cansados, dolentes, combalidos

Que súbito se agigantam

E clamam por respeito e liberdade

Mostram armas que outrora

Arredios, recusavam-se a empunhar

Coragem, força, e verdade

Vindos da apatia e da subserviência

Rebelam-se agora com todas as forças

Contra seus algozes e tiranos

Contra as forças que os mantém na escuridão.

Indiferentes aos traumas do passado

Atentos ao pulsar do coração

AVP-01/04/2021

Publicado por

AILTON V. PRIMO

Brasileiro, casado, médico radiologista, 65 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.